Minha primeira vez no Psiquiatra!

13:31

Bom dia guerreiros e guerreiras do meu coração de dragão! Hoje venho aqui  para contar minha continuidade de tratamento para ansiedade, sobre o uso de medicamentos e também como foi minha primeira vez indo a um psiquiatra

Como é ir no psiquiatra?

Se você chegou aqui de paraquedas e não está sabendo de nada, aconselho você a ver minhas postagens sobre ansiedade, sobre quando fui parar no hospital diante de um crise de pânico (não confundir com síndrome do pânico) e também a primeira vez que fui no psicólogominha primeira psicoterapia. 

Na última semana, fui pela primeira vez ser atendida por um psiquiatra. Infelizmente ele atrasou, e como haviam muitos pacientes marcados, fui uma das últimas a serem atendidas. Diante disto, acabei passando mal no local, vindo a sentir tremores, mãos geladas e suando frio, além de um princípio de pés e pernas dormentes

Por ter ido a poucas sessões com o psicólogo e pela primeira vez com o psiquiatra, ainda não sei o diagnostico sobre o que tem acontecido comigo diante da  vida que levo. Quando entrei na sala do psiquiatra, ele leu toda a anotação feita pelo psicólogo, fez alguns comentários sobre e me fez algumas perguntas. Entre elas estavam "Desde quando você se sente ansiosa?", "Já tomou algum medicamento para ansiedade?", "Quais são os sintomas físicos que você sente?", "Você acha que tem depressão?", "Você tem medo de falar em público?", "Você tem mania de organização?", "Costuma conferir coisas diversas vezes como portas e janelas se estão trancadas?", "Tem hábito de se isolar e chorar sozinha frequentemente?"...


Como sou uma pessoa fascinada por psicologia, de cara eu sabia sobre qual tipo de transtorno era relacionada a cada uma dessas perguntas, mas não fazia ideia nenhuma do que ele poderia vir a me receitar diante das minhas respostas. Uma das perguntas que ele me fez, que fez eu pensar bastante era "Por ter ansiedade desde criança, porque você nunca procurou ajuda antes?". Pois é, a gente sempre acha que é forte o suficiente e que sempre vai conseguir dar a volta por cima, mas confesso que ter passado mal como eu passei, me deixou muito apavorada. E se eu tivesse procurado ajuda antes? Será que eu teria me poupado disso? Não sei, mas não mudamos o passado, e apenas podemos fazer um novo presente para ser melhor no futuro.

Diante de todas essas abordagens e das respostas que dei, me foi receitado 4 medicações. Um deles não é para uso constante, apenas para casos de crise, o outro para ansiedade e outros distúrbios (uso constante), outro para situações estressantes e o último para tonturas. Além do claro, as contínuas terapias com o psicólogo. Nunca deve se tomar medicações sem prescrição médica!!!

Mas sabe, apesar dos pesares eu saí de lá feliz. Feliz por saber que finalmente eu estava medicada, feliz por saber que depois de 28 anos posso me dar um novo futuro, sem todo o sofrimento que carrego comigo, feliz por saber que posso ficar bem comigo mesma e isso vai me fazer mudar também diante as pessoas. Posso ser alguém melhor, posso ser alguém de bem comigo mesma. 


E por fim, digo a vocês algumas coisas:

1- Se está passando por um problema que acha que não vai mais aguentar, ou que não sabe mais lidar com isto, não fique sofrendo sozinho, PROCURE AJUDA PROFISSIONAL o mais rápido possível. Quanto antes procurar ajuda, mais rápido terá a solução para os problemas.

2- Pesquise, leia, adquira conhecimento sobre o que você tem e sobre as medicações que forem passadas a você. Eu tenho lido tantas coisas sobre os mais diversos tipos de distúrbios psicológicos e vendo com os quais mais me identifico e isso facilita conhecer nós mesmos e nos ajudar na ausência das terapias e dos remédios. Recomendo este site, com esse texto gigante, que fala de maneira muito clara sobre TOC, depressão, fobia social, síndrome do panico, ansiedade e demais distúrbios, e também os remédios mais usados para tratar cada um desses aspectos: Transtorno de ansiedade.

Espero ficar bem logo, já estou tomando o que me foi receitado e em breve venho com outras postagens dizendo as reações sobre isto tudo! Obrigada por sua visita!

Você também poderá gostar de:

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários

  1. Oi Flavi
    Fico muito feliz mesmo por saber que o tratamento vem te ajudando. Tem muita gente que se recusa a fazer o tratamento ou nao vê melhoria com ele. Eu já disse nos seus primeiros posts sobre o assunto que somente o fato de você ir buscar ajuda já é meio caminho andando.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um passo de cada vez, mas sempre seguindo em frente! Espero que no fim tudo dê certo. Obrigada pelo seu apoio! <3

      Excluir
  2. Flavi, eu dei uma sumidinha essas últimas semanas, mas acho que eu nem preciso te dizer o quanto torço por ti, né? É engraçado que apesar de às vezes um relacionamento via internet parece ser algo tão impessoal e distante, mas ao mesmo tempo a gente se sente próximo a pessoas que nunca vimos na vida. Eu espero que os remédios venham a te fazer muito bem e que você sinta realmente livre e pronta pra desbravar novos caminhos, agora longe da ansiedade.

    O primeiro passo você deu e é a prova da mulher forte que você é. Mesmo que tenha demorado a perceber o problema, a solução agora está à sua frente. Apoio eu imagino que você deva ter um pessoal bem bacana aí do seu lado, mas mesmo que em menor grau, pode ficar ciente que a gente também tá por aqui, viu? Fica bem e se cuida! Vou ver se dessa vez fico mais presente por aqui para conferir os próximos posts desse assunto.

    Com carinho,
    Conto Paulistano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii minha linda! Eu fico muito agradecida pelo apoio e pelas palavras viu!
      Realmente é estranho isso porque por vezes, parece que tenho mais apoio de pessoas da net do que de pessoas da minha própria cidade. Espero ficar boa logo, pra ser totalmente ativa na minha vida de novo!
      Já estou ficando bem, e espero ficar ainda melhor! ♥
      Obrigada pela força!

      Excluir

Fico muito feliz que você esteja aqui e queira me deixar um recadinho! Sempre respondo todos comentários, então, marque a opção "notificar-me" para ler a resposta caso use o campo de comentários do blogger!