Por que sumi do blog e das redes sociais?

19:48

Bom dia guerreiros e guerreiras do meu coração de dragão? Tudo bem com vocês? Bem, comigo não. Raramente eu falo da minha vida pessoal aqui no blog, daquela parte mais profunda onde somente os amigos mais próximos e familiares sabem. Mas dessa vez, eu acho que não seja justo eu estar passando por isso, sumir daqui sem dar satisfação depois de ter conquistado o coração de tanta gente.



Esses últimos dias tem sido um pouco difíceis, são dias nos quais a gente tenta passar por cima dos problemas, se sente até um pouco bem, mas de alguma maneira todo tormento acaba voltando. Mas bem, pra quem não está entendendo muito as coisas, vamos voltar um pouco no tempo...

Lembro que minhas primeiras crises de ansiedade foram em torno dos 6 anos, porque não consigo me lembrar de muita coisa antes disso. Eu ia fazer um vídeo comentando sobre, mas ele iria ficar parado ali, como outros 4 que cheguei a gravar nesses últimos tempos.  >_>
Me recordo de uma das minhas primeiras crises de ansiedade, que me causaram ânsias de vômito. Eu era muito falante na primeira série, sempre vinha com nota vermelha em comportamento e a professora era muito MUITO brava. Teve uma reunião de pais e professores, e eu fiquei tão nervosa com medo de levar bronca, que comecei a vomitar na grama da escola (não consegui aguentar até chegar ao banheiro). Tudo isso por ANSIEDADE do que talvez nem iria acontecer... medo...

Outra recordação que eu tenho foi de uma véspera de natal, antigamente fazíamos encontros familiares na casa da minha avó, e eu estava tão ansiosa por querer saber o que eu iria ganhar de presente de natal dos meus tios, que me deu uma outra crise de vomito em casa e eu acabei não indo pra casa da minha vó por isso. Essas foram algumas das recordações mais antigas que tenho em relação as crises de ansiedade, de muitas que já passei durante toda a minha vida. 

Anos depois, já praticamente adulta, tive momentos complicados na vida que me desencadearam uma doença PSICOSSOMÁTICA. Bem, se você não sabe o que é isso, eu vou tentar dizer em termos bem simples. Isso é quando sua mente chega num nível tão foda, mas tão foda, que deixa de ser algo psicológico e acaba prejudicando fisicamente algum órgão do seu corpo, no meu caso foi o coração.


Eu sentia falta de ar, coração totalmente descompassado, insonia, dores nos músculos do peito com fincadas que apareciam do nada. Fui ao cardiologista e foi constatado taquicardia. Tive que tomar um remédio para frear meu coração. Com isso também foi indicado que o meu problema era devido ao estresse/ansiedade, excesso de adrenalina estavam contraindo meus músculos do peito, por isso as fincadas frequentes. O conselho do médico foi me afastar de tudo e todos que estavam me fazendo mal, me afastar dos problemas alheios. Acabei de afastando de muitas pessoas, porque percebi que a preocupação que eu sentia com elas, não era nada recíproco, e o problema que desenvolvi por causa delas, era eu quem estava sendo prejudicada.

Depois disso passei um bom tempo "ok", sabendo lidar perfeitamente com meus problemas, mas este ano algumas coisas mudaram. Tive um termino de relacionamento de 8 anos e meio, a faculdade ficou mais apertada por ser último período, iniciei o curso de analise de mídias sociais para crescer como blogueira, tentei me jogar no BEDA de Abril compartilhando conhecimento, estudando para não passar informação errada, muito trabalho no meu serviço do dia-a-dia, a falta de dinheiro para fazer todas as coisas que preciso ou tenho vontade, nariz, coluna e joelho fodidos...



Todo esse amontoado de coisas me rendeu recuperação em 3 matérias. Está chegando novamente o período de provas desse bimestre, mais a prova de analise de mídias sociais. Fora o medo de não conseguir me recuperar, ter que encarar as DPs,  assim não conseguirei me formar no meio do ano e ainda vou ficar presa nessa faculdade que tem me desgastado a energia desde que virou o ano. Ainda estou correndo atrás de otorrinolaringologista pois acredito que terei que fazer uma cirurgia no nariz (por não estar conseguindo respirar direito) + ortopedista para ver o que farei com essa coluna e joelho fodidos (que inclusive eu estava mancando até semana passada...)

Como viram, todo esse amontoado de coisas me tiraram do eixo completamente, não consigo me sentir produtiva no trabalho, nos estudos, na vida... Minha única vontade de verdade é querer dormir e só acordar depois de longos dias ausente do mundo. Estou cansada, estou estressada... cansada de estudar, cansada de trabalhar, cansada de conviver com as pessoas, cansada dessa cidade, cansada de ter vontade de mudar completamente e não poder, cansada de procurar pessoas legais para conhecer, para conversar  e não encontrar... cansada de pessoas que só me procuram quando estão na pior, enquanto a mim, como sempre, lidando com meus problemas em grande parte sozinha.



Ninguém se importa, eu sei. E o que eu tiver que passar, terei que passar sozinha. As vezes desejo que os dias passem depressa, mas ai eu percebo que desejar que o tempo passe rápido, é estar cada vez mais perto da morte, é desejar o amanhã e não viver o hoje... mas simplesmente não consigo viver o hoje. Já me disseram que eu não sou ansiosa, que isso tudo é 1% perto do que as  outras pessoas passam, mas ninguém sabe o peso que carrego comigo todos os dias, e o sorriso no rosto que tento levar as pessoas não é tão fácil. Costumo ter picos de adrenalina que me deixam motivada, alegre, mas que rapidamente são gastos, me levando ao desanimo e cansaço.

Ninguém sabe a batalha que o outro vive, e a ansiedade é a minha batalha interna na qual eu tenho que lidar por todos os dias da minha vida. Alguns dias eu a venço, nos outros ela quase me vence. E nesses dias que ela quase me vence, eu sinto a necessidade de recuar para tentar recuperar energia para poder acordar mais um dia e batalhar novamente. Sei que carregarei ela comigo por todos os dias de minha vida, e tentar lidar com isso é o melhor a ser feito.


Mas como sempre digo, ainda existe uma chama bem no fundo de mim que diz que as coisas ainda vão dar certo, que algum dia terei sucesso em minha vida, que nenhum esforço é em vão, que meus estudos podem me render bons frutos, que eu ainda posso realizar meus sonhos e quem sabe até encontrar um grande e novo amor.

Mas até lá... 

Você também poderá gostar de:

comentário(s) pelo facebook:

16 comentários

  1. Que barra, guria!
    Sinceramente nem sei o que te dizer...
    Da luta diária contra algo que às vezes parece mais forte que a gente eu entendo... Cansa! Nos esgota! Mas ambas sabemos que cada um sabe de suas próprias dores, né? E sei que sobre a ansiedade só não devo te pedir "calma"... mas posso dizer que estou aqui (sei que não é muito... hahaha) e pode contar comigo.
    E como tu sempre diz... Super concordo com a parte final (inclusive a parte do novo grande amor) do teu post e espero que essa "chama" só aumente e tu nunca deixe de acreditar em tudo que escreveu pois, sim, é possível e, sim, tu vai conseguir! \o/
    Força, sempre!!!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah pois é minha querida! =(
      Cada um tem suas lutas né?
      Ansiedade é uma barra, hoje que estou melhor e consegui vir aqui responder, pq quando vi os recados me emocionei, estou retomando as forças, espero que tudo esteja bem contigo e que tudo melhore com o tempo.
      <3
      Muito obrigada pelas pelavras de conforto, nem imagina mas são e foram muito importantes para mim!

      Excluir
  2. Tive uma crise de ansiedade no início do ano devido à organização do meu casamento. Como minha família mora em outra cidade, infelizmente não pude contar com o auxílio da minha mãe e irmã para que tudo saísse como em meus sonhos.
    Trabalho, casamento, todos cobrando perfeição em tudo e... foi hospital na certa.

    Espero que tudo fique bem, querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É horrível não é? Pior que é como eu falei, passa... mas volta. =/
      Espero que tudo fique bem também!

      Excluir
  3. Sei como é estar passando por uma crise de ansiedade, pois sofro desse mal, embora os sintomas da crise em si se manifeste de forma diferente em mim. Acho que nessa hora vale mesmo se afastar um pouco de tudo até a gente se normalizar, encontrar um mínimo de equilíbrio.
    Estou desse lado enviado boas energias para você, a tempestade vem, mas vai embora, pode ter certeza!
    Beijos!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que quando temos problemas fisicos as pessoas se importam mais do que quando falamos que temos algo psicológico né? É complicado, triste, e como falei temos que passar por isso sozinhos. "Sozinhos"...
      Mas vamos indo né, vamos levando... Melhoras pra você também querida! <3

      Excluir
  4. Flavi, preciso que você saiba de uma coisa: A GENTE SE IMPORTA! Ou, pelo menos, eu aqui na minha cabecinha ansiosa me importo e muito! Me importo porque minha respiração foi ficando ofegante enquanto eu lia o que você escreveu. Me importo porque é desesperador saber que alguém que passa tantas coisas legais através de palavras, como você, teve que lidar com tudo isso. Me importo porque estou vivendo a pior fase de ansiedade (e, agora, depressão) que já tive na vida e isso não quer dizer que sei como você se sente, já que cada um se sente de alguma forma, mas sei simplesmente que tá difícil pra caramba... E mesmo se eu não soubesse me importaria pra caramba porque ninguém merece viver assim.

    Não sei se é isso que você quer ler, mas ó: você é forte PRA CARAMBA! Não digo isso pra te convencer de que você vai conseguir contornar isso tudo (de fato, vai) sozinha e de qualquer jeito porque nem sempre dá pra ser assim, mas forte por já vir resistindo dia após dias durante todos esses anos. Ansiedade é uma coisa que nunca vai embora, temos fases em que a gente quase esquece que ela existe, mas esse monstrinho na real só hiberna, não migra =( Mas ela não é você, é só uma parte de você, que é muito melhor e muito mais maravilhosa do que ela!

    Eu espero, de verdade, que você fique bem, que consiga passar essa barra toda não só em produzir conteúdo, mas em estar "perdida" da vida. Dizem que se conselho fosse bom a gente vendia e não dava, mas vou deixar o meu aqui mesmo assim: tenta procurar ajuda! O ideal seria ir a um médico (não sei se você vai, também), mas se você tiver apertada existe muita ajuda comunitária em igrejas e coisas assim... Eu sou meio pé atrás com religião, mas depois de não me dar bem com duas achei uma psicóloga numa terceira que tá salvando minha vida (sério!) e tô conseguindo pagar, tomara que você ache alguém também. Não é errado cuidar de você, viu? Você merece!

    ps.: qualquer coisa tô aqui, sério!

    Sweet Luly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô minha linda, desculpe a demora em responder, mas confesso que no dia que li seu recado eu abri a boca a chorar. Seu comentário me tocou profundamente, eu achei que nem ia ter nenhum comentário aqui aliás, mas deparar com todo esse carinho, essas palavras de conforto, me invadiram o coração e não aguentei.
      Sou extremamente grata pelos amigos/colegas/conhecidos/seguidores que acabei fazendo por causa do blog, ou na internet de modo geral. Muitas vezes se importam mais do que as pessoas que geralmente estão presentes na nossa vida.

      Te desejo melhoras também, a depressão é um passo além da ansiedade, acho que tive perto deste "buraco" e nem sei dizer como consegui superar isso, foi justamente na época que tive esses problemas de coração.
      Mas tudo no seu tempo, espero de verdade do fundo do meu coração "bugado" que você melhore pois isso não é bom pra ninguém, é uma tortura interna que somente quem vive sabe reconhecer.

      Não me considero forte, não mesmo... Acho que ainda tenho muito a aprender, a batalhar, a viver, principalmente, porque nesses dias apenas existo.

      Espero voltar em breve com todo animo e energia, e espero que o mesmo aconteça em sua vida. Mas só de ter todo esse carinho, e ver todas essas palavras de incentivo, com certeza já me fizeram ficar bem melhor!

      Fica bem! <3

      Excluir
    2. Eu nem sei muito bem o que dizer pra "responder sua resposta"... Mas reitero tudo o que disse da primeira vez, viu? Vai dar tudo certo!

      Excluir
  5. Espero que tudo se resolva e que você consiga o sucesso que merece lindona, o mais rápido possível. Melhoras!

    ResponderExcluir
  6. Flavi, eu queria ter me identificado menos nesse teu post, mas muitos e muitos aspectos que tu disse estar passando, pareciam estar me descrevendo. Ninguém nunca sabe o real peso que a gente carrega e é sempre mais fácil ver pessoas tentando amenizar o teu problema do que se importando o suficiente para te dizer que está ali para o que tu precisar. Não existe dor maior ou menor, existe a tua dor.

    Eu também espero que as coisas melhorem, pra todas nós, e continue desabafando no blog sim, a escrita ajuda absurdamente, seja ela em um post público ou apenas pra ti. Fique bem. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, pois é, acho que a ansiedade é um mal do século né? Assim como o estresse isso acaba atingindo grande parte da população. O ruim é que, muita gente acaba achando que isso é frescura, não entende, não quer entender... Mas fazer o que, a gente vai levando, vai tentando aprender com o tempo, lutando... nem sempre é fácil, mas pelo menos eu tento, acho que já é um bom começo.

      Não sei se conseguirei me manter o desabafo aqui por que não consigo me sentir tão a vontade em expor meus problemas ao mundo, geralmente sou bem quieta, bem na minha, tentando concentrar em não falar besteira...
      Mas em breve estarei de volta. <3
      Obrigada pelas palavras de conforto!

      Excluir
  7. Cada um sabe das lutas que enfrenta e não faz nem sentido comparar com as lutas das outras pessoas, pois o que cada um mostra são só o palco da vida e ninguém conhece o que está por trás, nos bastidores daquela vida...somente a própria pessoa. Tome o tempo que precisar para cuidar de você e assim ficar saudável. Pode parecer, nesses momentos, que você está sozinha, mas acredite...você não está. Existem sim pessoas que querem somente o seu bem e a sua felicidade e sucesso e eu acredito que muitas delas estão aqui na vida online, porque eu mesma sou uma dessas pessoas que te admira muito e assim como eu muitas outras têm um carinho enorme por ti. Enfim, sempre vou te desejar o melhor e fique bem! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo Lara, o complicado é julgar sem estar na pele mesmo. Você não tem ideia da felicidade que fico quando vejo mensagens como a sua! É realmente bom saber que no fundo não estamos sozinhos e que sempre tem alguém que a gente nem imagina que se importa e que gosta da gente, mesmo distantes.
      Fico muito grata pelo carinho viu! De verdade! <3
      Ficarei bem!

      Excluir

Fico muito feliz que você esteja aqui e queira me deixar um recadinho! Sempre respondo todos comentários, então, marque a opção "notificar-me" para ler a resposta caso use o campo de comentários do blogger!