Como é ser mulher na área de TI! #SerMulherEmTech

15:04

Bom dia guerreiros e guerreiras do meu coração de dragão! Tudo bem? Hoje, 08 de março, dia internacional da mulher! E eu estive pensando em como fazer uma postagem que retratasse as mulheres neste dia, então porque não falar de mim mesma? Então pra saber os desafios da área de tecnologia sendo mulher!

Mulheres na informatica

#SerMulherEmTech

Para quem não sabe um pouco da minha história, irei apresentar.
Sempre fui uma criança que ficava em volta do meu pai observando ele desmontar equipamentos e peças. Não vou dizer que nunca brinquei de bárbie entre outras coisas, mas eu sempre achava mais interessante o outro lado. Posso dizer que já me arrisquei em desmontar brinquedos sem ter o mínimo de noção do que eu estava fazendo, e consequentemente o estragava mais.
Meu pai por muitas vezes me reepreendia, eu não tinha noção do que estava fazendo, mas achava interessante. Quem diria que no futuro eu me formaria com Técnica em Informática? Nem eu imaginava.
Lembro também do meu primeiro curso de informática, por volta dos meus 11 anos de idade. Ainda era com o falecido Windows 98.
Por anos na minha infância e pré-adolescência meu sonho era ter um computador. Na época, computadores eram apenas para pessoas ricas. O acesso a internet era apenas em lan-houses.
Mas eu achava aquele mundo virtual magnífico, me lembro perfeitamente dos longos papos no ICQ, a primeira vez em que ví o site "Assustador", a primeira vez que procurei a letra de uma música.
Um tempo mais tarde, já pude ter o primeiro computador em minha casa. Eu sempre fui apaixonada por jogos, graças também ao meu pai. E juntos podemos também nos entreter nos mais diversos games pelo computador. Até então era uma admiração grandiosa, esse mundo era fascinante demais para apenas ser visto, era necessário saber seu entendimento, a parte mais profunda daquilo tudo.

Mulheres na informatica

Depois de alguns cursos e algumas experiências, eu já trabalhava dando aulas particulares e em uma escola de informática básica para diversos alunos nas mais variadas idades.
Talvez eu tenha herdado as características curiosas da minha infância. Apesar de ter tido bastante medo quando abri um computador pela primeira vez, eu achava aquilo maravilhoso. Quando fiz o curso de montagem e manutenção, eu era a única menina na sala de aula, e admito que eu me sentia inferior. Tive repressão pelos meus colegas? Não sei dizer, nunca chegou nada diretamente a mim, pelo menos me tratavam de igual para igual, e não faziam piadas sobre eu ser a única garota a desmontar computadores.
Pouco tempo depois surgiu a oportunidade para me inscrever gratuitamente num curso Técnico de Informática. Na ocasião, por mais que eu já trabalhasse na área e tivesse experiência, era necessário ter um diploma para seguir melhor minha carreira.
Foram dois anos de muitos estudos, das quais tinham coisas que eu já era apta e outras que nunca tinha visto. Embora eu tenha preferido me manter na área de manutenção e suporte, foi de muita valia aprender como funcionava as mais diversas linguagens de programação e toda a funcionalidade de um computador. Eramos em poucas mulheres neste curso. Sobraram apenas 3, mas eu fui a única que seguiu a diante a carreira.
Paralelamente às aulas de informática básica, iniciei um estágio na prefeitura da minha cidade. Me esforcei bastante para ser "reconhecida" e apesar de sempre ouvir piadas sobre meu cabelo vermelho, nunca me apontaram como incompetente mesmo sendo mulher. 
Fiz meu primeiro concurso público para a área de informática, e adivinhem? Eu fui a única mulher inscrita. Existia apenas uma vaga e não consegui, ficando em terceiro lugar na colocação e depois caindo para quarto em questão de desempate de notas.
Sinceramente eu nunca me achei boa o suficiente em nada na minha vida. Nunca achei que seria capaz de chegar tão perto, ainda mais concorrendo com homens que já tinham mais conhecimentos do que eu, e muito mais experiência.
Depois, fiz meu segundo concurso público, apenas uma vaga novamente. E eu me esforcei muito, bem mais que o outro. Eu sabia que ali tinham pessoas melhores que eu concorrendo comigo. Tive confiança desta vez que eu iria passar? Jamais! Para mim sempre haveriam pessoas melhores que eu.
Me surpreendi ficando em primeiro lugar com a pontuação de 87 pontos, sendo a única pessoa a fechar a nota de conhecimentos específicos em informática. Pergunta se já caiu a ficha? Não! Até hoje!
Foi um esforço imenso, mas eu também tive colegas do meu lado que me tiraram dúvidas e me ajudaram mesmo eu sendo mulher. Talvez eu tenha sorte de estar rodeada de pessoas legais, talvez pude provar para eles que mesmo sendo mulher eu posso ser boa no que faço, ou ainda talvez, eles nunca tenham se importado por eu ser mulher e me apoiaram por ser uma boa colega e competente.
Sei que diante de cidades grandes o problema é bem maior. Sei que muitas mulheres não tem chances como eu tive, sei que muitas são obrigadas a ouvir piadas desnecessárias vindo da classe masculina.
Cheguei a perceber isso em muitos comentários quando foi lançado o projeto "Delete seu preconceito", que no qual eu acho que foi de excelente ideia. Apesar de AINDA não ter sofrido devido a escolha da minha profissão, sei como é difícil uma mulher seguir uma carreira considerada "masculina".
Mulheres em trabalhos masculinos

Hoje faço faculdade de Gestão da Tecnologia da Informação. Não é algo que eu possa dizer que eu ame, mas é necessário pro meu futuro e é algo que posso pagar provisoriamente onde eu moro. Mas gostaria de ressaltar algo para as meninas de TI. Se vocês amam o que fazem, não desistam da carreira, não desistam dos seus sonhos, não desistam por piadas, sejam fortes e prove a vocês mesmas, não aos outros, que vocês são sim boas o suficiente e completamente competentes!
E para aquelas que não gostem da área da tecnologia, mas ainda sim queiram seguir profissões "masculinas"... sejam grandes cientistas, sejam físicas, astrônomas, policiais, engenheiras, sejam o que vocês quiserem, seu sexo não te faz menos inteligente que os demais. Vocês conseguem! E nunca deixem que digam que vocês não podem, vocês podem qualquer coisa!

Vocês seguem alguma profissão que seria da área masculina?
Sofrem ou já sofreram preconceito com isso?
Deixe seu comentário!

Você também poderá gostar de:

comentário(s) pelo facebook:

26 comentários

  1. nossa parabéns pelo post, mais granças a deus isso ta mudando tem varias mulheres em muitas areas que era consideradas masculinas, eu vi uma reportagem essa semana de umas mulheres trabalhando em construção de pedreira mesmo, e acho incrível. #xópreconceito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu concordo com você e dou o total apoio para elas seguirem o que elas quiserem, mesmo que sejam "profissões masculinas" :D

      Excluir
  2. Parabéns pelo post, ficou show de bola.
    Conheço bastante gente dessa área e realmente, nunca conheci uma mulher na área. Bora acabar com esse esteriótipo de que mulher só pode trabalhar com coisas basicas e simples, mulher trabalhar onde ela quiser !!

    ResponderExcluir
  3. Tem que acabar com esse preconceito de que mulher tem que ficar na cozinha, mulher só faz atividades simples, MULHER PODE TUDO O QUE ELA QUISER!
    Ótimo textoo!
    Beijoos, <3
    http://eaigirlblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é mesmo? Não estamos matando, roubando, estamos estudando para sermos grandes profissionais! :D

      Excluir
  4. Muito bom esse texto! Um incentivo a todas as mulheres que sonham com alguma profissão "que não é pra elas". Pior que tem gente que deixa de fazer o que gosta por causa desses padrões absurdos da sociedade. Mas enfim, fico feliz em ver que você passou nos cursos/concursos da vida hahaha
    E me explica: por que a ficha ainda não caiu? Você não pode pisar nos outros, claro, mas tem que confiar em si mesma! Passar em primeiro lugar não é pra qualquer um! *---*

    Beijos!
    Coisinhas Aleatórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, pois é! Não sei explicar, mas não caiu a ficha ainda, porque nunca me achei boa o suficiente pra conseguir isso saca? Acho que ainda vai demorar a cair a ficha! E muito obrigada pelo elogio, fico muito feliz com isso!

      Excluir
  5. Eu vou ser um pouco feminista agora kkkk, digamos que todas as áreas são tanto para as mulheres quanto para os homens! Amei teu texto, vai servi de inspiração para as garotas que sonham em fazer um curso de uma área que elas acham que não é para elas!
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
  6. Você me lembrou a personagem de um livro que li na semana passada <3 a personagem também trabalha na área de TI, mas como programadora e desenvolvedora de sites (amo *-*).
    Na verdade, eu sempre me questiono se eu não gostaria de trabalhar com algo assim um dia, já que amo tecnologia, computadores, e essa coisa toda.
    Ah, mais uma coisa: não desiste das coisas que você quer fazer; nunca! <3
    Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode começar a fazer alguns cursinhos pra ir aprendendo e ver se é o que realmente gosta. Acho super válido!
      Desistir? Jamais!

      Excluir
  7. Adorei o texto, é um grande incentivo para as garotas que querem seguir na área.
    Ficou muito bom mesmo, adoro textos assim!
    Amei o blog também!

    ResponderExcluir
  8. Arrasou no texto, ainda existe esse pré-conceito envolvendo as carreiras das mulheres "não pode trabalhar nisso pq é coisa de homem e blá blá blá" são poucas, mas é bom que estamos derrubando essa barreira. E ser uma técnica se T.I é muito f*d*, parabéns 👏♡♡♡

    ResponderExcluir
  9. Que coisa mais linda! Fiquei tão feliz em ler isso! Eu sou uma ameba com tecnologia, mas acho maravilhoso ver mulheres, como você, que se dão tão bem com ela! Sucesso pra você, moça!

    Um beijão,

    porfavorjulia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desse jeito até emociono! Eu que fiquei muito feliz em ler isso! <3

      Excluir
  10. É lindo ver mulheres se destacando em várias areas que até então eram dominadas somente por homens,mas diga-se de passagem você é sacudida ne kk além do curso de tecnologia em informatica você ainda foi se meter em Segurança do trabalho,parabéns é isso ai,temos que mostrar para que viemos ao mundo,com toda certeza você irá brilhar muito,faço votos por sua carreira que ela seja de muito sucesso!!!

    ResponderExcluir
  11. Eu faço Sistemas de informações, e na minha sala só existe apenas 4 meninas comigo e 33 meninos. Nessa área realmente é difícil ter mulheres e ainda existe um grande preconceito com os colegas da sala por nós sermos mulheres, é cada coisa que temos que aguentar, semana passada teve um seminário sobre Java e Ruby, a minha equipe era eu e outra menina, a única equipe que tirou 10 foi a minha, e falaram que o único motivo da nota foi por sermos mulheres, sendo que realmente levamos o que o professor pediu e melhor equipe a explica, outro dia um dos colegas me perguntaram como era fazer um curso de homem. -.-
    Eu amo minha área dependendo de tudo! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, a quantidade de mulheres nesse tipo de curso são bem menores que a quantidade de homem, muitas vezes nem chega na metade. Eu tive sorte de poder contar com homens que nunca me menosprezaram por ser uma mulher, e fico muito feliz com isso, mas sei o que muitas delas passam! E bem, estamos ai pra mostrar que podemos ser boas no que escolhemos, não é mesmo? <3

      Excluir
  12. Ficou ótimo seu post !!! É importante tratarmos sobre esse assunto e trazer discussões assim para o blog !!! desejo muito sucesso !!! bjooo

    ResponderExcluir
  13. Parabéns!
    Nada a ver pra mim isso ser masculino. Fiz técnico de logística, e faria de segurança tbm.
    kkk Homens e mulheres são iguais. Mulheres são mais detalhistas no caso.

    Beijos!

    www.brilhamiga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Fico muito feliz que você esteja aqui e queira me deixar um recadinho! Sempre respondo todos comentários, então, marque a opção "notificar-me" para ler a resposta caso use o campo de comentários do blogger!